Onde eu ando, as escolhas que faço na vida só me dizem respeito a mim, a mais ninguém, se não sabes lidar com isso e só sabes criticar é porque não dás mesmo para mais. Na tua cabecinha só as tuas escolhas é que são correctas, as dos outros são sempre más, um pecado, não és diferente dos parolos, és só mais um deles.

Aquela linha entre o dia e a noite, entre o fim e o princípio. Para uns, um fim, para outros um princípio.

Aquela linha foi ultrapassada, pega na tua herança e segue…

Já devias ter percebido os sinais de que aqui já não há nada para ti e por ti. A vida seguiu, como seguiu só a mim diz respeito.

Respeitei as tuas escolhas, não andei a criar perfis falsos, não andei a tentar chamar a atenção, e muito menos ando com lamentações e raivas. Faz o mesmo, vai te fazer bem à saúde.

Ainda bem, a dor faz crescer. A dor também nos leva ao médico.

Sempre fui, e sempre sei feliz neste sítio, mas agora só cá voltarei sozinho, nunca mais será maculado com a inveja de outros daquilo que não sabem nem viveram.

…vais aprender que não és a dona da verdade, um dia vais aprender a ser humilde e deixar de dar conselhos aos outros, um dia vais deixar de achar que és mais madura que os outros, um dia vais te arrepender de tudo o que fizeste, um dia, nesse dia…

…viagens e mais viagens, sítios e mais sítios, num ano de pandemia percorri 20000 km. Foi bom, o próximo será melhor, nunca parar, sempre com os pés na terra e muita alegria pelo que passou e pelo que virá. Desapaixonei-me e aprendi a gostar, a amar sorrisos. A dar importância a mim e a mais ninguém, já dei demais.

Memória de Elefante

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store